segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Chegamos ao fim...




Chegamos ao fim de mais um Campeonato Brasileiro, parabéns o fluminense pelo título merecido. E uma salva de vaias para este campeonato em que mais um ano ficou marcado por erros de arbitragem grotescos, entrando na teoria conspiracionistas, foi tudo manipulado para um clube ganhar, porém, houve um insucesso. Mas não será disso que falarei, falarei sobre a ética trabalhista.

Um arbitro de futebol é pago para manipular um jogo, ele está sendo antiético com seu dever do trabalho, ele se dá bem e muitos outros se dão mal, ele é levado a manipular por quê? Ganância? Quem sabe, mas o que fica marcado é a forma que ele irá agir e não o dinheiro ou o clube que vencer.

Em um escritório, um funcionário de um cargo menor tem uma idéia espetacular para a empresa, ele repassa ao gerente, para este repassar ao chefe maior. Porém, o gerente ciente de quem deu a idéia, fala que a idéia foi dele, ganhando todos os créditos e aquela moral extra.

As pessoas de má índole são levadas a passar por cima das outras, pelo simples medo de perder o cargo ou o medo daquele subalterno virar superior a ele. O medo das pessoas em ser rebaixados leva a serem antiéticos, prejudicando outros e o pior, a si mesmo.

Cada pessoa tem suas qualidades, um pode ser criativo, outro pode ter poder de comando, assim segue. Se essa qualidade é reconhecida em uma empresa, certamente os cargos serão designados justamente. Quem usa da antieticidade para se dar bem, tenho péssimas notícias...


Sigam o twitter novo: @andrepvieiraa

11 comentários:

  1. Não importa o quanto antiético o indivíduo for. Ele não vai dispor da credulidade das pessoas e nem conseguir passar por cima delas a vida inteira.
    A sorte só vem pra quem faz por merecer. E não para quem está sentado esperando.

    ResponderExcluir
  2. Ética no futebol praticamente não existe.

    Quanto a arbitragem, os erros sempre irão existir, até porque nenhum dos arbitros se dedicam apenas a essa função, todos eles exercem outra profissão.

    para minimizar o problema, deveria ser feito o uso de tecnologia, para lances duvidosos.

    http://colecaofotografica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Realmente a arbitragem do Campeonato Brasileiro é sempre lamentável. Como faz para ser parceiro do seu blog?

    http://fazendoasocial.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. E como eu faço pra te mandar em formato HTML?

    ResponderExcluir
  5. O pior disso é culparem só o futebol por tudo que acontece, acho que o que acontece no futebol também é reflexo do que acontece na nossa política.

    www.feriasdopresidente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. A minha ideia é que a arbitragem de hoje em dia está obsoleta. Por melhor que seja o profissional, ele está vulnerável ao erro, porque querendo ou não, o cara não é onipresente/onisciente. Sempre tem um ponto cego, uma distração... E pronto, está criada a confusão.

    Com a quantidade de recursos a que se tem acesso hoje, milhares de câmeras em campo, super câmera lenta, comunicação... O árbitro em campo seria apenas um auxiliar de uma equipe de tira-teima fora de campo!

    É claro que essa é a minha opinião...

    ResponderExcluir
  7. É isso aí André. A ética na maioria dos casos está jogada às traças. Ninguém se preocura com o direito do próximo e sim com seu próprio interesse. É lamentável que alguns pensam assim. E o problema não está só no futebol. Está na sociedade em geral.
    Cara, já coloquei seu banner lá no meu blog também.
    Um abraço e sucesso.

    ResponderExcluir
  8. Concordo contigo!
    ps.: que gostosas hahua

    ResponderExcluir
  9. Eu detesto esse tipo de conduta. Não consigo me relacionar com pessoas desse tipo, tenho de vontade de chutar a bunda delas na primeira oportunidade.

    ResponderExcluir
  10. Eh, concordo plenamente, mas infelizmente isso está em todo lugar :(
    Que nós façamos essa diferença! Já é alguma coisa...
    Massss...feliz pelo fluminense, merecido!
    Beijos e obrigada pela visita. Já estou seguindo aki.

    ResponderExcluir